Entertainment

Marvel’s plans for the Daredevil franchise on the MCU

[ANTES DE COMEÇAR A MATÉRIA, FIQUE CIENTE QUE ELA ESTÁ RECHEADA DE SPOILERS]

If you haven’t watched Spider-Man: No Return Home and the Hawkeye Series, skip this article as it contains spoilers.

The most successful series in the late Marvel-Netflix partnership, Daredevil brought the life of Matt Murdock (Charlie Cox) as a lawyer and masked vigilante to the small screen rivaling the evil King of Crime (Vincent D’Onofrio). The performance of the two was highly regarded, marking the actors as their respective characters in the imaginations of fans. Then, when it was revealed that the Netflix series was not part of the MCU, several petitions almost begged Kevin Feige to find a way to save the duo and bring them into the normal Marvel Universe. And now, as seen in the studio’s most recent productions, the blind hero and big boss of organized crime have been brought to the MCU virtually the same day: Wednesday, December 15, 2021, when Gavião Arqueiro’s episode with the King of the presence of Crime, and in the early sessions of No Back Home, which features a whirlwind appearance by Matthew Murdock.

With this addition of weight to the MCU, there are some doubts. The first, of course, is the most basic: they’re back in the roles, but are these the same characters from Netflix or a remake of them? The second, after checking the productions, is: What are Marvel’s plans for the Daredevil franchise?

Well, about the first one, last week in an interview with ComicBook, actor Vincent D’Onofrio hinted that, yes, they’re the same characters. Or at least that’s how he handled it when he returned to his white suit.

Enjoy watching:

“The process [de composição do personagem] should be treated in exactly the same way [como foi na Netflix”, revelou o Wilson Fisk do MCU.

Em entrevista ao ScreenRant, ele também afirmou que as negociações com a Disney giraram em torno do personagem já construído na série anterior.

“Em ‘Gavião Arqueiro’, Fisk é obviamente mais forte e pode suportar mais impactos físicos, mas a chave para ele ser um personagem interessante, na minha opinião, sempre será essa vida emocional que o embasa, que faz tudo funcionar, no que me diz respeito”, disse.

Apesar dessa ser a visão do ator para compor seu personagem, pode ser que a equipe criativa e o Kevin Feige, discordem e explorem isso mais para frente.

E o que embasa essa possível diferença de versões dos personagens da Netflix para os do MCU é justamente o upgrade de poderes que eles receberam. Enquanto o Demolidor dos série era mais pé no chão, tendo sua habilidade especial funcionando basicamente como uma “visão auditiva”, o Matt Murdock dos cinemas traz praticamente seu próprio “Sentido Aranha” e reflexos sobre-humanos, como visto na cena do tijolo.

Da mesma forma, o Rei do Crime do MCU é nitidamente mais forte e bruto do que o da série da Netflix, visto ele sobreviver à flechada de Kate Bishop (Hailee Steinfeld) e arrebentar um carro com as próprias mãos. Mas se eles são ou não os mesmos personagens de antes, só poderemos confirmar quando o próprio Kevin Feige confirmar ou não.

Já os planos futuros para esses personagens já parecem mais fáceis de decifrar.

Apesar de ter frustrado muita gente, a cena final de Gavião Arqueiro, com a Eco (Alaqua Cox) atirando contra a cabeça do Rei do Crime em um beco foi tirada diretamente dos quadrinhos. Mais especificamente do segundo volume de Demolidor, edição número 15, na qual a jovem repete a mesma ação. No entanto, ele não morre. Na verdade, Wilson Fisk, tal qual seu rival, fica cego.

E como o retorno de Vincent D’Onofrio ao personagem era algo muito esperado pelos fãs, parece pouquíssimo provável que ele não retorne nessa condição. Até porque a Eco já está com uma série solo anunciada, então são enormes as chances de Fisk retornar como principal vilão desta produção, que pode até mesmo contar com a presença do próprio Demolidor.

Fora essa série, o figurino do vilão remete a O Espetacular Homem-Aranha: Negócios de Família, uma saga que não faz parte da continuidade do Cabeça de Teia, na qual ele se envolve em uma intriga internacional envolvendo o Rei do Crime e uma suposta irmã de Peter Parker.

Como o Peter (Tom Holland) dos cinemas está morando em Nova York, principal área de atuação do Rei do Crime, vilão com quem ele tem um histórico de confrontos nos quadrinhos, não seria surpresa se ele fosse confirmado como vilão de um dos filmes da nova trilogia do Cabeça de Teia.

Já o Demolidor deve se tornar um coadjuvante de luxo, participando talvez da própria série da Eco, fazendo uma ponta em algum filme do Homem-Aranha, mas, no momento, a principal aposta é de que ele voltará a aparecer na série da Mulher-Hulk.

Como a produção vai abordar bastante essa questão da advocacia em prol de super-humanos, é praticamente certa a presença de Matt Murdock. Inclusive, alguns veículos noticiam que ele não apenas aparecerá, mas também terá um caso amoroso com a protagonista.

Enquanto não há confirmações, porém, isso tudo não passa de especulação. Mas é bem provável que o caminho seguido seja esse mesmo.

E você? O que espera do Demolidor no MCU? Diga nos comentários!

 

Não deixe de assistir:

Back to top button